Página 2 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
Resultados 11 a 20 de 32

Tópico: Debate 1 - Determinismo ou Libertismo?

  1. #11
    Membro demerito Fosk is Love's Avatar
    Data de Adesão
    21.03.2009
    Localidade
    Orkilãndia
    Posts
    2,265

    Padrão

    tipo, energias positivas e negativas, explica lá isso sem recorreres a espiritualismo

  2. #12
    Membro demerito Fosk is Love's Avatar
    Data de Adesão
    21.03.2009
    Localidade
    Orkilãndia
    Posts
    2,265

    Padrão

    E tipo, ao considerares algo positivo e outro negativo das-lhe ja uma conotaçao humana.
    E se todas as nossas acçoes resultam da interaçao entre essas duas energias opostas, nao estasa defender o determinismo na medida em que tudo o que te acontece está fora do teu controlo, ergo, será determinado por um ente exterior, neste caso, energias que mesmo sem terem consciencia, na pratica controlavam-te?

  3. #13
    Membro Banido
    Data de Adesão
    30.11.2009
    Localidade
    Vila do Conde
    Posts
    289

    Padrão

    Citação Resposta Original de Fosk is Love Ver Post
    E tipo, ao considerares algo positivo e outro negativo das-lhe ja uma conotaçao humana.
    E se todas as nossas acçoes resultam da interaçao entre essas duas energias opostas, nao estasa defender o determinismo na medida em que tudo o que te acontece está fora do teu controlo, ergo, será determinado por um ente exterior, neste caso, energias que mesmo sem terem consciencia, na pratica controlavam-te?
    De um modo simplificado referia.me ao big bang, energia positiva/negativa ou entao materia/anti materia.. Logo o universo é feito de energia positiva e negativa, energia positiva e negativa entao espalhadas pelo universo nao sou eu que o digo, sao fisicos de renome.

    Finalmente tocas te num bom ponto, em vez de passares a vida a criticar, e sempre que entendes algo como espiritismo parece que algo rebenta dentro de ti xD. O que defendo nao considero puro determinismo, contudo estou aberto a criticas. Vou tentar responder á tua pergunta, nas nossas accoes podemos escolher varios caminhos esses com destinos diferentes, logo estás a ser livre, contudo e pegando no teu ponto nao posso negar nem afirmar que as minhas accoes nao tenham repercussao em algo. Factos é que existe riqueza/pobreza, alegrias/tristezas etc etc varios opostos.. defendendo eu que isto tudo é energia mas não tão longe em dizer que controlam as nossas acções. Defendo sim o equilibrio geral.

    edit: ente exterior não, simplesmente universo
    Editado pela última vez por Marijuana; 08.12.2012 às 16:34.

  4. #14
    Membro demerito Fosk is Love's Avatar
    Data de Adesão
    21.03.2009
    Localidade
    Orkilãndia
    Posts
    2,265

    Padrão

    Materia e anti-matéria nao sao energia positiva e energia negativa. Simplsmente sao estados diferentes de energia, que se convencionou dar o nome de materia e anti materia. De um mod geral, pode-se dizer que para a nossa vida humana, as relaçoes entre as duas nao nos interessa muito, mas mais as forças que ja conheces, como o magnetismo, a energia nuclear forte e fraca, a gravidade..
    Mas fisica à parte, que nao é o meu forte, nao existe de todo uma dicotomia entre energias do universo, tipo ying vs yang

    Era eu um rapazolas quando comecei a pensar no que tu estas a pensar, que era exactamente acçao gera reacçao, ora começando do ponto zero, em que um conjunto de acçoes vao originar reacções, que serao elas proprias acçoes, isto exponencialmente, chegamos ao universo actual onde tudo é o resultado de acções/reacções prévias. E é isto que tu queres dizer.
    Ha duas coisas que podemos retirar daqui: a primeira, é que nao conseguindo escapar disto, estamos condicionados por este mecanismo universal e apesar de aparente, todas as nossas acções serão reacções a acções externas. O que gera a conclusao de um determinismo factico e nao espiritual/religioso

    A segunda conclusao é que, apesar disto, a vida, e não só a humana, é tao especial porque consegue reagir negativamente ao que seria o esperado do universo, ou seja, a normalidade será ir da ordem para a desordem- principio da entropia- mas a vida tende a arranjar-se de modo a combater a entropia- indo contra o principio cego da acção-reacçao. A vida reage à mesma, mas de uma forma diferente, com resultados diferentes. Logo, tendo iniciado um ciclo de "liberdade" fase ao inevitavel conjunto de acções/reacções.

    Sendo nós vida, e com uma inteligencia aparente escolhendo dentro de um lote de possibilidades a nossa reacçao, eu diria que estamos apenasum pouco fora do determinismo factico do universo. Diria que a vida alterou de forma significativa e para sempre, o que seria o resultado esperado e matematico do universo. que obviamente nao poderia ser calculado, mas nao seria incalculavel, digamos por um ente omnisciente.
    - esta foi a minha posiçao durante anos.

    A terceira via- A minha posiçao actual é esta terceira via- Como em quase todas as questoes filosoficas, independentemente da verdade ou nao, como o significado da vida- ele ou n existe, ou nao pode ser alcançado e por isso e dont give a flying fuck..

    se nao entendeste foi culpa minha e eu volto a explicar...

  5. #15
    Membro do Fórum
    Data de Adesão
    18.08.2008
    Localidade
    Coimbra
    Posts
    49

    Padrão

    Heisenberg diz q é impossivel determinar a posição de um eletrão num átomo, apenas calcular por probabilidades, logo como somos feitos de átomos todas as nossas ações são indeterminadas.

    Apesar de não defender isto, acho q é mais 1 alternativa válida.

  6. #16
    Membro demerito Fosk is Love's Avatar
    Data de Adesão
    21.03.2009
    Localidade
    Orkilãndia
    Posts
    2,265

    Padrão

    Dificilmente determinável não quer dizer indeterminável.

    Se considerassemos isso como verdadeiro e como verdadeiro que a posição seguinte seria aleatoria, sim, seria mais um argumento contra o determinismo

  7. #17
    Membro do Fórum Thunderstorm's Avatar
    Data de Adesão
    24.11.2007
    Posts
    502

    Padrão

    Citação Resposta Original de the Master Ver Post
    Heisenberg diz q é impossivel determinar a posição de um eletrão num átomo, apenas calcular por probabilidades, logo como somos feitos de átomos todas as nossas ações são indeterminadas.

    Apesar de não defender isto, acho q é mais 1 alternativa válida.
    Essa analogia não me agradou minimamente.

    O que Heisenberg disse é que não podemos ter ao mesmo tempo certeza da posição e da energia de um electrão num átomo. O mesmo se aplicava á sua posição e á sua velocidade. Como as energias estão quantizadas, é algo mais "fácil" de determinar, e como tal a probabilidade de saber a posição do electrão sabendo que tem determinada energia, diminui.

    Falas da incerteza de saber a posição de um electrão. E depois em vez de "somos feitos de electrões, logo todas as nossas acções são indeterminadas", dizes: "somos constituidos por átomos".
    Não me parece uma analogia válida.
    Editado pela última vez por Thunderstorm; 08.12.2012 às 22:53.
    Haters gonna hate.

  8. #18
    Membro demerito Fosk is Love's Avatar
    Data de Adesão
    21.03.2009
    Localidade
    Orkilãndia
    Posts
    2,265

    Padrão

    o que ela disse

  9. #19
    Super Moderado.
    Data de Adesão
    13.06.2008
    Posts
    327

    Padrão

    No fundo a nossa vida baseia-se no "Determinismo" e no "Libertismo" (ou lá como se diz)

    Por exemplo, eu nasci numa familia de classe média em Portugal, razões histórico-familiares fazem com que por exemplo eu não vá estudar para a Universidade de Oxford (isto é o Determinismo) contudo tenho a liberdade para aprender mais e se me esforçar consigo um lugar em Oxford. Certo ? Sim, certo. Contudo...se eu tivesse nascido na Inglaterra numa familia de aristocratas não seria mais fácil o meu ingresso na Universidade ? Ou por outro lado se tivesse nascido na Coreia do Norte numa familia pobre, provavelmente nem aqui estaria.

    Sim, temos liberdade mas só até certo ponto.

    Basta imaginarem-se noutro país, noutra classe social, noutra idade/era para perceberem que a vossa liberdade estará sempre condicionada por alguma razão (uns mais que outros...claro).

  10. #20
    Membro do Fórum TimberTime's Avatar
    Data de Adesão
    05.04.2009
    Localidade
    Lisboa
    Posts
    191

    Padrão

    Citação Resposta Original de Henrikus Ver Post
    No fundo a nossa vida baseia-se no "Determinismo" e no "Libertismo" (ou lá como se diz)

    Por exemplo, eu nasci numa familia de classe média em Portugal, razões histórico-familiares fazem com que por exemplo eu não vá estudar para a Universidade de Oxford (isto é o Determinismo) contudo tenho a liberdade para aprender mais e se me esforçar consigo um lugar em Oxford. Certo ? Sim, certo. Contudo...se eu tivesse nascido na Inglaterra numa familia de aristocratas não seria mais fácil o meu ingresso na Universidade ? Ou por outro lado se tivesse nascido na Coreia do Norte numa familia pobre, provavelmente nem aqui estaria.

    Sim, temos liberdade mas só até certo ponto.

    Basta imaginarem-se noutro país, noutra classe social, noutra idade/era para perceberem que a vossa liberdade estará sempre condicionada por alguma razão (uns mais que outros...claro).


    mas isso sao condiçoes , se disseres q o libertismo é a escolha acertada entao dizes q existem essas condiçoes mas q é possivel ter liberdade para " contorna las " , nesse teu exemplo , tu queres ir pa universidade, entao metes te a trabalhar p'a teres dinheiro para isso ; )
    `

    é meio estupido o determinismo : Digo ; VOU À CASA DE BANHO : se nao for - determinista - va nao foste pq nao tinhas vontade , tv determinado assim devido ÀS condicionantes biologicas,
    se fosse : precisavas mesmo..

    na minha opiniao a mais aceitavel é a do livre arbitrio

    .Clica na sign e vê a minha galeria. Vejam os novos trabalhos.

Bookmarks

Permissões de Mensagens

  • Não podes criar novos tópicos
  • Não podes responder a tópicos
  • Não podes anexar ficheiros
  • Não podes editar os teus posts
  •