Página 1 de 3 123 ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 24

Tópico: Nenhum animal é inutil

  1. #1
    Membro Banido
    Data de Adesão
    16.03.2007
    Localidade
    wc
    Posts
    12,538

    Padrão Nenhum animal é inutil

    http://naturlink.sapo.pt/article.asp...cid=40616&bl=1

    Baratas segregam substâncias com propriedades antibióticas revolucionárias



    Investigadores ingleses descobriram, possivelmente, por viverem em ambientes hostis, tanto o cérebro destes insectos como o dos gafanhotos possuem 9 moléculas de antibiótico, que podem ser de grande utilidade para o Homem, cuja luta contra as bactérias se tem vindo a tornar cada vez mais difícil à medida que estas evoluem para resistir aos antibióticos tradicionais.


    A luta humana contra os agentes patogénicos e, em particular, as bactérias, é uma estrada “sem fim à vista” porque estes seres têm a capacidade de evoluir tornando-se resistentes aos antibióticos o que obriga a um constantes alterações frequentes das suas “fórmulas”.

    Entre as bactérias, existem algumas que são mais problemáticas, uma das quais é a MRSA, que é responsável por infecções como as que se adquirem em hospitais, que podem ser locais e facilmente combatidas ou atingir órgãos vitais com consequências bem mais graves.

    No entanto, equipa de investigadores ingleses da Universidade de Nottingham pode ter feito uma descoberta revolucionária e que pode ser uma grande ajuda no combate à MRSA e não só.

    Os cientistas realizaram experiências infectando o cérebro de baratas com MRSA, tendo observado que 90% das bactérias são aniquiladas, o mesmo resultado que foi quando se aplicou uma solução de cérebro de baratas a uma colónia de E.coli, bactéria presente em água e carne contaminadas.

    Esta capacidade das baratas resistirem às infecções deve-se à presença no seu cérebro de 9 moléculas de antibiótico, característica que partilham com os gafanhotos, e que pode ser ser explicada pela frequente presença destes insectos em ambientes hostis.

    Fontes: www.foxnews.com e www.utne.com


    da que pensar na utilidade de muitas das criaturas que andam para ai sem fazerem nada a nao ser chatear o povo

  2. #2
    Membro do Fórum
    Data de Adesão
    04.06.2009
    Localidade
    Guimarães
    Posts
    236

    Padrão

    O interessante é que muitas delas trabalham para o bem estar da colónia, sem quererem 'saber' dos benefícios que nos podem trazer.

    Ainda à uns dias vi um documentário, que já não me lembro exatamente do que tratava, em que seres unicelulares ao trabalharem para o bem estar da colónia, estavam a produzir substancias que sendo aproveitadas eram benéficas para o Homem. Mas também já não me lembro do que era.

  3. #3
    Membro Banido
    Data de Adesão
    16.03.2007
    Localidade
    wc
    Posts
    12,538

    Padrão

    as baratas n vivem em colonia
    apenas vivem juntas

  4. #4
    Membro do Fórum
    Data de Adesão
    04.06.2009
    Localidade
    Guimarães
    Posts
    236

    Padrão

    Eu li bactérias, cujas se agrupam em colónias. Foi a isso que me referi lol

  5. #5
    Membro Banido
    Data de Adesão
    30.11.2009
    Localidade
    Vila do Conde
    Posts
    289

    Padrão

    já nao me lembro onde li, mas li que se as abelhas extinguirem o mundo acabaria em 4anos

  6. #6
    Membro Banido
    Data de Adesão
    13.09.2008
    Posts
    627

    Padrão

    É sempre uma descoberta, e caso consigam levar isso no campo da medicina, ainda melhor. O problema reside na resistência das bactérias a antibióticos. Pode ser muito útil no combate a essa bactéria, mas nunca durará mais que alguns meses/ anos.


    A luta entre resistência a antibióticos por parte das bactérias e descoberta de novos antibióticos nunca terá fim, sobretudo pelo abuso que se faz dos antibióticos. Conheço casos que mal vem uma constipação, é antibiótico logo em cima. Isso dificulta e muito esse grandes problema que tem vindo a aumentar cada vez mais: resistência a antibióticos.



    Citação Resposta Original de Marijuana Ver Post
    já nao me lembro onde li, mas li que se as abelhas extinguirem o mundo acabaria em 4anos
    Algumas pessoas riem-se quando se lhe diz que o mundo pode acabar, ou sofrer grandes mudanças ao desaparecer uma determinada espécie. Mas não é preciso ser nenhum génio para entender que as reacções em cadeia que isso iria provocar, poderiam mesmo causar graves danos no ser humano.
    Editado pela última vez por rafael117; 15.01.2012 às 21:49.

  7. #7
    Membro do Fórum T_aka_shponja's Avatar
    Data de Adesão
    18.12.2011
    Posts
    130

    Padrão

    Citação Resposta Original de Marijuana Ver Post
    já nao me lembro onde li, mas li que se as abelhas extinguirem o mundo acabaria em 4anos
    Sim, por causa da polinização. Sem as abelhas começa a desaparecer vegetação que vai influenciar os mamíferos herbívoros e por sua vez o homem.

  8. #8
    Membro do Fórum T_aka_shponja's Avatar
    Data de Adesão
    18.12.2011
    Posts
    130

    Padrão

    Citação Resposta Original de rafael117 Ver Post
    A luta entre resistência a antibióticos por parte das bactérias e descoberta de novos antibióticos nunca terá fim, sobretudo pelo abuso que se faz dos antibióticos. Conheço casos que mal vem uma constipação, é antibiótico logo em cima. Isso dificulta e muito esse grandes problema que tem vindo a aumentar cada vez mais: resistência a antibióticos.
    Morte de um ser humano por causa da sua ignorância, não me importo.

  9. #9
    Membro Banido
    Data de Adesão
    13.09.2008
    Posts
    627

    Padrão

    Citação Resposta Original de T_aka_shponja Ver Post
    Morte de um ser humano por causa da sua ignorância, não me importo.
    Mas o problema é que não se está a afectar só a si. Imagina....muitos Portugueses nem tomam medicação até ao fim. Quando acham que estão bons param. Depois passado uns tempos, o resto do antibiótico que até já estará fora da validade vai para o lixo quando deveria ser entregue numa farmácia. É o suficiente para estar a lançar antibióticos para o ambiente e assim não se prejudica só a si, mas a toda a gente.

  10. #10
    Membro do Fórum T_aka_shponja's Avatar
    Data de Adesão
    18.12.2011
    Posts
    130

    Padrão

    Citação Resposta Original de rafael117 Ver Post
    Mas o problema é que não se está a afectar só a si. Imagina....muitos Portugueses nem tomam medicação até ao fim. Quando acham que estão bons param. Depois passado uns tempos, o resto do antibiótico que até já estará fora da validade vai para o lixo quando deveria ser entregue numa farmácia. É o suficiente para estar a lançar antibióticos para o ambiente e assim não se prejudica só a si, mas a toda a gente.
    Ai já estás a falar de outra coisa. O problema de deitar medicamentos fora nada tem a ver com a resistência das bactérias mas sim com a poluição do meio ambiente devido aos produtos quimicos que contêm.

Bookmarks

Permissões de Mensagens

  • Não podes criar novos tópicos
  • Não podes responder a tópicos
  • Não podes anexar ficheiros
  • Não podes editar os teus posts
  •